spacer.gif
 
Rua Dom Pedro II, Nro. 891
Salas 504 e 505
Higienópolis - Cep: 90550-142
Porto Alegre - RS

Fones:
3018.1588 / 3029-9688
 
17/09/2014 - A VALORIZAÇÃO DO LÍDER NO PRESENTE E NO FUTURO!

Preparar melhor os gestores para alimentar o pipeline de liderança, pois com desenvolvimento acelerado a organização iria deparar-se com a necessidade de contar com novos líderes no futuro próximo. Essas foram os principais objetivos que levaram a Chaordic - empresa que atua no ramo de personalização para e-commerce no Brasil, a dar uma verdadeira guinada na sua Gestão de Pessoas, no segundo trimestre de 2013 - período em que a empresa instituiu o PDL (Programa de
Desenvolvimento de Líderes).

De acordo com Anderson Nielson, diretor de Recursos Humanos, quando uma empresa é jovem e pequena, os sócio-fundadores estão sempre à frente, influenciando e gerindo o dia a dia da companhia. Ou seja, eles são os líderes. "Felizmente muitas empresas crescem, e quando cresce rápido como no caso da Chaordic que em pouco mais de três anos cresceu dez vezes no número de pessoas, estes líderes do início passam a ter mais responsabilidades, menos tempo e. por vezes, não estão mais tão presentes. Isso começou acontecer com a Chaordic, sem dúvida e ficou perceptível para os dirigentes, quando a companhia participou da avaliação do Instituto Great Place to Work em 2012.

"Naquela oportunidade percebemos que existiam diversos pontos que precisávamos melhorar em nosso ambiente de trabalho e a maioria deles estava diretamente relacionado com aspectos de liderança. Isso estava evidente nas respostas que os caórdicos - como chamamos as pessoas que trabalham aqui, deram para uma série de questões, de forma qualitativa e de forma quantitativa. Não bastasse, durante eventos de Planejamento Estratégico para 2013, que por aqui são bastante abertos e contam com a participação de todas as pessoas, os caórdicos apontaram a falta de lideranças mais bem preparadas como uma dos fatores que poderiam diminuir nossa eficiência enquanto empresa. A empresa sempre foi bastante horizontal e esse é um dos nossos pontos fortes, mas aprendemos que horizontalidade não tem uma relação direta com ausência de lideranças. Os líderes são necessários em diversas frentes", menciona Anderson Nielson apresentar com mais precisão, os motivos que estimularam a empresa a optar pelo PDL.

Público do Programa - No início, o diretor de RH explica que o público-alvo do Programa de Desenvolvimento de Líderes era composto apenas as lideranças, de fato, onde estavam inclusos sócios-diretores, diretoria, gerentes, coordenadores, líderes técnicos e pessoas que de algum modo apontavam para alguma liderança ou eram bastante influentes. Hoje, a empresa já começou a envolver outros caórdicos, pois passou a perceber que diversas disciplinas e comportamentos atribuídos às lideranças são essenciais para quase quaisquer posições. Isso porque, na visão estratégica da organização, um profissional de sucesso precisa, antes de tudo, saber liderar a si próprio e como a companhia continuará crescendo, precisará dar continuidade à formação de bons profissionais e líderes.

Parcerias - Para realizar o desenvolvimento de seus líderes, a Chaordic firmou parcerias com algumas empresas especializadas. Contudo, Anderson Nielson enfatiza que a empresa sempre tomou o cuidado de alinhar as necessidades da empresa com os parceiros e com eles foram construídos modelos customizados bem aderentes ao momento e à cultura da Chaordic. "A Peopleware, como chamamos a área de Gestão de Pessoas por aqui, está sempre buscando parcerias com consultorias e instituições que possam trazer algo atualizado, desafiador e que gere resultado. Estas consultorias, os professores e outros profissionais que trabalham conosco no Programa de Desenvolvimento de Líderes trazem experiências com outras empresas, muita vivência prática e estão sempre se atualizando. É o negócio deles e por isso faz sentido trabalhar deste modo", assinala.

Sensibilização dos Líderes - Para apresentar o PDL ao público-alvo, a empresa realizou um evento de sensibilização com toda a organização. Este foi um momento onde, através de atividades lúdicas e reflexões percebeu-se de forma muito evidente a necessidade da empresa em ter mais líderes e líderes mais bem preparados. Algumas "brincadeiras" realizadas, na ocasião, conseguiram mostrar que por vezes que a empresa tinha dificuldades em se organizar e realizar tarefas muito simples e que tudo poderia ser solucionado a partir do desenvolvimento das lideranças.

"O evento de sensibilização e conversas prévias sobre o tema da liderança fizeram que os participantes e também aqueles que não tiveram a oportunidade de participar abraçassem bem o programa desde seu início e durante toda a execução", reconhece o diretor de Recursos Humanos, ao acrescentar que para mensurar os resultados do PDL, foi elaborador um questionário de avaliação para que todos os líderes sejam avaliados no fim de cada ciclo.

PDL na Prática - Segundo Anderson Nielson, o Programa de Desenvolvimento de Líderes é composto de uma série de atividades. Dentre essas, encontra-se a atividade de autoconhecimento, uma série de disciplinas e o processo de coaching. "Um módulo de autoconhecimento onde aplicamos ferramentas de avaliação comportamental como o MBTI ou DISC. Esta etapa é bem importante, pois é fundamental que as lideranças se conheçam, percebam-se e saibam trabalhar melhor de acordo com suas características e estilo. As disciplinas incluem temas como feedback, comunicação, formação de times, gestão de tempo, delegação, negociação, resolução de conflitos, inovação, complexidade, entre outros. São todos temas presentes e recorrentes no dia-a-dia dos líderes e dos times", detalha.

Já o coaching, que ocorre em oito sessões, é um suporte fundamental para que os participantes do programa possam atuar de forma mais efetiva e praticar o que aprendem no dia a dia. Em um próximo ciclo, por recomendação da equipe da Sustentare, principal parceira da Chaordic na construção do PDL, são realizadas com mais força atividades de aplicação, ou seja, a execução das habilidades de liderança e a respectiva mensuração na prática dos resultados a cada módulo. O conhecimento adquirido através de leituras, exercícios, dinâmicas, o autoconhecimento, o suporte do coaching e a prática, tudo isso de forma coordenada, tornam-se ingredientes para o sucesso do programa.

Impactos do PDL - Para Anderson Nielson, o PDL tem impactos na satisfação de quem participa e também dos liderados que não estão incluídos diretamente nessa ação. "Um dos principais motivos que pessoas deixam seus trabalhos e buscam uma nova opção profissional é a relação com suas lideranças. Elas também mudam de emprego por falta de reconhecimento ou de recompensa pelo trabalho, pelo desalinhamento cultural ou quando consideram que o seu trabalho não tem um propósito claro. Um líder preparado, além de conhecer estes motivos, sabe se comunicar, sabe reconhecer seus liderados, desenvolvê-los, alinhar expectativas, orientar sobre a cultura, estabelecer uma visão e um propósito significativo para o trabalho. Ou seja, um líder preparado, é fator de retenção. Não bastasse isso, pessoas que percebem que a empresa tem interesse em desenvolver seus profissionais e formar líderes também são empresas atrativas, seja pela possibilidade de carreira, seja pela percepção direta de que são empresas que estão crescendo e tem um futuro repleto de oportunidades", finaliza o diretor de RH da Chaordic.
 
voltar
Cadastre-se no nosso banco de talentos e fique por dentro das ofertas disponíveis.
  Cadastre-se
Entre em contato com a TI WORKS. Deixe aqui suas dúvidas, críticas ou sugestões.
Clique aqui
Fique por dentro das oportunidades que a TI WORKS tem disponíveis no momento.
Clique aqui
 

 

  TI WORKS - Gestão de Recursos Humanos - Copyright 2005. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por